O que plantar / semear no mês de Novembro – Tarefas de jardim e horta

No mês de novembro festeja-se o São Martinho “comendo castanhas e provando o vinho”. Com as temperaturas mais baixas e a chuva miudinha sabe mesmo bem ficar no quentinho da lareira apreciar as árvores mudarem de cor. Mas neste mês há muitas tarefas que devem ser feitas na horta e no jardim e, quando a chuva dá tréguas, aproveitamos para mudar vasos de sítio, limpar canteiros e terminar as últimas colheitas. Este mês podemos aproveitar para repensar na estética do nosso jardim, planear a horta para a primavera, podar fruteiras de folha caduca e plantar bolbos. E por isso mesmo, e sem mais demoras, aqui está a lista de tarefas a fazer e o que pode plantar e semear em pleno mês de novembro.

Tarefas do mês

Plantas de exterior

Colheitas

Fazem-se as últimas colheitas: marmelos, castanhas, azeitona, dálias, crisântemos, safaris etc. No caso das aromáticas como a lúcia-lima aproveite para secar alguns ramos e fazer infusões com as folhas. Se tiver alecrim saiba que também pode usar desidratado e colocar num frasco com vinagre e azeite em separado. Como caminhamos a passos largos para o natal também pode aproveitar as últimas hidrângeas para secar e decorar a entrada da sua casa.

Colher alecrim para aromatizar azeite e vinagre

Proteger as plantas dos ventos fortes e chuva intensa

Ainda não estamos em pleno inverno, porém qualquer sementeira feita em tabuleiros ou no local definitivo necessita de uma proteção contra a chuva intensa, vento forte e nas terras altas proteção contra as geadas. Neste artigo irá encontrar com mais pormenor materiais e formas de proteger a sua horta.

Mulching

Nas plantas perenes como nas anuais (a maior parte hortícolas) é recomendável colocar uma manta ou uma cobertura de material morto como o caso da palha ou casca de pinheiro. Com as chuvas mais frequentes e intensas há uma tendência natural maior no solo de escorrência se tiver descoberto. Este fenômeno leva a desequilíbrios tanto na nutrição das plantas já que os principais elementos nutritivos encontram se presente nas primeiras camadas do solo. Assim como no suporte da planta com o solo (evitando fenômenos de acama). Para além disso, no caso das sementeiras ou das plântulas esta camada cria um microclima mais ameno o que é fundamental para o seu desenvolvimento. Nesta fase qualquer amplitude térmica pode inviabilizar o crescimento e desenvolvimento homogêneo das sementes e plântulas.

Casca de pinheiro uma boa opção para o mulching

Adubar com estrume

Se vai reorganizar os espaços verdes plantando novos exemplares o melhor é incorporar matéria orgânica (comprada ou de compostagem) nas entrelinhas ou na própria cova das plantas perenes (maioria das fruteiras, arvores e arbustos). A época de maior degaste energético foi na primavera – verão e a planta já não possui tantos elementos nutricionais disponíveis no solo (o solo está gasto).

Deste modo, a matéria orgânica para além de disponibilizar estes elementos nutricionais presentes no solo, também tem um efeito tampão e melhora a estrutura das camadas do solo. Sendo plantas novas num ambiente novo, esta matéria orgânica irá facilitar a ancoragem das raízes o que dará a planta estabilidade e suporte que necessita para vingar no novo espaço.

Para a nossa horta nós usamos estrume de galinha e coelho

Veja também: Chorume de urtigas, um método para enriquecer o solo com matéria orgânica

Aproveite as cinzas da lareira

O frio já está instalado principalmente à noite e quem tem lareiras, salamandras a pellets, fogões de sala ou até recuperadores de calor pode aproveitar as cinzas frias para incorporar diretamente no solo, à plantação ou incluir na compostagem.

 

Tratar das doenças e pragas

O aumento da humidade e as temperaturas amenas aparecem as primeiras doenças e pragas nas plantas, por isso, qualquer sinal de picada, ou folha cortada, pintas ou manchas brancas são sinais de que anda por ali algum bichinho ou doença. Por consequência, a humidade típica do outono aparecem as lesmas e caracóis prontas para minar as nossas plantas e com uma simples cerveja num copo enterrado no solo podemos “caçar” lesmas e caracóis.

 

Limpezas e podas

Tudo que estiver morto ou seco, seja um ramo ou uma haste retire e aproveite para podar ligeiramente. No caso das roseiras estas podem ser podadas com mais intensidade já que com o diminuir dos dias (número de horas de sol) e aproximação do repouso vegetativo está espécie está a preparar todas as suas reservas para a próxima campanha. Neste mês aproveite para podar macieiras, pereiras, ramos de citrinos com presença de psila.

Aproveite este mês para podar as fruteiras de folha caduca de forma a retirar ramos mortos e do centro para arejar a futura copa

Compostagem

Aproveite as folhas caídas das árvores caducas, as aparas de podas e sobras do relvado para a compostagem. Pode comprar um compostor em qualquer loja de jardinagem ou bricolage ou então elaborar um com arames ou estruturas em madeira.

Escolha um local no seu jardim que durante o verão tenha sombra e no inverno fique ao sol por exemplo coloque por debaixo de uma árvore de folha caduca como um diospireiro.

Deste modo as temperaturas no interior do compostor serão sempre elevadas devido à insolação, mas também devido à ação dos microrganismos presentes no solo.

Comece sempre por uma camada de material orgânico castanho por exemplo as aparas de podas num tamanho mais reduzido, depois coloque uma camada de material orgânico verde (as sobras do relvado). De seguida uma camada de folhas mortas e por fim aproveite as cascas das frutas e dos legumes. No final das camadas rege em abundância e tape com um material poroso, por exemplo um pouco de solo.

Com um compostor comprado ou feito por isso aproveite tudo que está a mais no jardim e na horta para o seu composto

Plantar bolbos

Tulipas, narcisos, jacintos mistoris são alguns exemplos que pode nesta época plantar em canteiros e no jardim. O segredo para os bolbos crescerem uniformes está na profundidade a que é plantado, ou seja, a uma profundidade 2- 3 vezes o comprimento ou seja 15 cm para um bolbo de 5 cm como mostra a imagem abaixo.

Representação da profundidade de plantação dos bolbos Fonte: Aprender a jardinar, Dorling Kindersley

 

Renove os canteiros

As meias estações (outono e primavera) são ideias para mudanças um pouco mais drásticas nos canteiros, em beiradas, na horta ou até nas plantas envasadas. Faça uma lista de espécies que gostaria de ter ou para consumo próprio ou só para embelezar o espaço exterior e veja se tem espaço e se são mais indicadas ao local definitivo. Não se esqueça que por norma as plantas necessitam de um número de básicas (mais de 5 horas) para se desenvolver em pleno sem anomalias. Se é novato ou tem dúvidas na elaboração de um horta veja aqui por onde começar.

 

Retire infestantes

São as nossas maiores dores de cabeça e quem tem um jardim sabe que as infestantes (junça, trevo e alho selvagem) nesta época crescem bem mais rápido que as nossas sementeiras. E por isso mesmo que devemos controlar o seu crescimento para não competir em espaço e nutrientes.

Alho selvagem é uma praga nos nossos jardins

Retire o prato das plantas envasadas no exterior

Se no verão colocar um prato ou uma base por debaixo das plantas envasada mantem-nas hidratadas, no outono-inverno temos de retirar esta base para que não haja um acumular de água junto às raízes. A água de rega deve em qualquer estação do ano escoar (drenar) até o fundo do vaso e sair. Faz pior à planta a água acumulada na base que a sua falta, um vez que, água acumulada na base é um foco podridão para as raízes, é o meio ótimo para os mosquitos e moscas sem falar no mau cheiro que proporciona.

 

Plantas de interior

Plantas ao sol

Os dias estão mais curtos e até mesmo as plantas de sombra necessitam de um pouco de luz natural ou difusa para sobreviver. Coloque as plantas próximas de uma janela para que recebem alguns raios de sol. Durante o dia o sol já não é assim tão intenso, mas se as folhas amarelarem pode afastar um pouco, mas não as coloque de novo no local de verão.

Já que o sol está um pouco mais fraco coloque as plantas junto de uma janela

Aproveitar a água para as plantas de interior

A água da chuva é ótima para regar as plantas no interior da nossa casa e isso ninguém pode duvidar. Sendo assim, coloque uns baldes no exterior ou por debaixo de uma calha e vá armazenado alguma água. Mas quem não tem oportunidade de captar a água da chuva pode aproveitar a água fria antes do banho, coloque um balde na cada de banho e enquanto a água não aquece, guarda a água fria para regar as plantas. Quem tem aparelhos como desumificadores aí aproveita água do depósito.

 

Mudar de vaso e propague rebentos

Para quem está em casa seja pelo mau tempo ou a cumprir as regras do estado de emergência pode aproveitar para mudar ou trocar os vasos das plantas. Se tiver plantas sem flor saiba que esta altura é a mais indicada para propagar monsteras ou jiboias, dividir antúrios e sanseviérias (Espada de S. Jorge). Já que finda a época de maior crescimento vegetativo (verão) é necessário dar maior espaço às raízes da planta. Não só pela área que estas ocupam, mas sim por causa das suas necessidades, plantas maiores necessitam de mais nutriente, água e ar no solo. E por isso nada melhor que oferecem as plantas envasadas uma nova “casa” de forma a que estas continuam a se desenvolvem até a próxima campanha.

 

Cuidado com as regas excessivas

Se por um lado aproveitamos a água antes do banho, da chuva e do desumificador a nossa tendência é andar a regar as plantas mais vezes, mas nesta época é um erro e um miminho para podridões, moscas e outros problemas. Rege somente quando o substrato estiver seco e para isso use o dedo até ao fundo do vaso para verificar a humidade ou pegue no vaso, se estiver leve necessita de ser regado senão deixe estar.

 

Cuidado com pontos de calor

As casas com equipamentos como lareiras, ar condicionados, salamandras, aquecedores (como a maior parte das nossas porque ninguém aguenta este frio) em divisórias com plantas devem ter especial atenção ao substrato e às folhas. As folhas das orquídeas quando enrugam é falta de água no substrato e a planta está desidratada. A desidratação pela ação desses aparelhos é um dos fatores para folhas amarelas e atrofiadas. Se os equipamentos estiverem ligados ou ligados com frequência vai dando uma olhadela nas plantas com mais vezes.

 

Limpar o pó das folhas

Já deve ter reparado que no inverno com os equipamentos e mantas há mais dentro de casa e nas folhas das plantas como os lírio da paz é que se nota. Este pó pode parecer um pouco inofensivo, mas com o acumular torna-se inestético e prejudicial para a fotossíntese. Com um pano húmido passe por todas as folhas.

 

Cuidado com as pragas e doenças

Quando menos esperarmos encontramos uma cochonilha ou uma formiga nas nossas plantas e se nos descuidamos as plantas e moveis ficam cheios de pragas. O que temos de fazer aplicar uma saboneira (sabão diluído em água) ou então algodão embebido em álcool e passar nas folhas.

 

Na horta

O que pode semear na horta:

Hortícolas: Agriões, alcachofra, alho-francês, beterraba, cenouras, coentros, couves, ervilhas, espinafres, nabiça, nabos, rabanetes.

O que pode plantar na horta:

Hortícolas: Acelgas, aipo, alfaces, alho, alho-francês, beterraba, brócolos, cebola, couves, chicória, couve-flor, ervilhas, espargos, favas, funcho, canónigos, nabos, nabiças,

Aromáticas: Alecrim, borragem, cebolinho, coentros, estragão, hortelã, manjericão, orégãos, salsa, tomilho, coentros, manjericão, rúcula, tomilho

Fruteiras:  Ameixas, amoreira, anonas, cerejeiras, framboeseira, groselhas, macieira, mirtilo, morangueiro, pereira, pessegueiros, oliveiras.

No jardim

O que pode semear no jardim:

Amor-perfeito, capuchinhas, relvado (várias espécies)

O que pode plantar no jardim:

Açucenas, amor-perfeito, anémonas, begónias, cíclames, coroas, cravos, crisântemos, jacintos, gipsofilas, margaridas, miosótis, narcisos, roseiras, tulipas, urze.

 

Se gostou deste artigo e quer ver mais?

Então seguia-nos em FacebookInstagram e subscreva o canal no Youtube.

Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Guardar o meu nome, email e site neste navegador para a próxima vez que eu comentar.
Para mais informações consultar a politica de privacidade.

7 ideias para decoração de natal com plantas e materiais simples

Ver Artigo